Já faz um tempo que queria viajar Paraguai adentro. Estava morando em Ciudad del Este na Fronteira com Foz do Iguaçu e Argentina a uns 6 meses e nos meus planos a capital Asunción estava em primeiro lugar. Porém, após conversar com alguns paraguaios e dizer que eu estava querendo fugir um pouco de grandes centros acabei escolhendo ir para Encarnación, principalmente por causa das Ruínas Jesuíticas.

Em Ciudad del Este você não necessita de passaporte, e muitas vezes nem o RG é solicitado. A fronteira entre Foz do Iguaçu e Ciudad del Este é beeeem tranquila, porém se você quiser desbravar mais profundamente o Paraguai, você precisa sim passar na imigração e pegar um visto (que eles chamam de “permisso“). O processo é bem rápido e não precisa pagar nada, por isso não tem porque pular essa etapa, porque se você é pego fora de Ciudad del Este sem este documento a coisa pode ficar bem feia pro seu lado.

Encarnación é vizinha de Posadas, uma movimentada cidadezinha argentina que não consegui conhecer nessa viagem, mas que está na lista de próximos destinos. Além disso, é em Encarnación que rola o carnaval do Paraguai e tem até um Sambódromo parecido com o de São Paulo. Tem desfile e tudo mais.

encarnacion-sambodromo

Chegando em Encarnación

Aproveitei o feriadão paraguaio da Semana Santa e que minha namorada estava por aqui e viajamos já na Madrugada de Quarta-Feira para Quinta-Feira. Na rodoviária de Ciudad del Este comprei as passagens na companhia Crucero del Sur, tem ônibus o tempo todo. Paguei 120 mil guaranis nas duas passagem, equivalente a R$ 40,00 cada.

Pergunte quais ônibus tem ar-condicionado, se não, você vai acabar em um ônibus bem velho, sem ar e que anda a 20 km/h

As 03:30 da manhã estávamos na rodoviária pois nosso ônibus sairia as 04:00. Mesmo chegando cedo, acabamos pegamos o ônibus errado e tivemos que descer no meio da cidade, o motorista foi legal e nos explicou onde esperar o ônibus certo e pediu ao guarda que ficava nessa outra “mini rodoviária de estrada” para nos auxiliar. Depois de mais ou menos 1 hora de espera, finalmente estávamos no ônibus correto e que para nossa surpresa era bem moderno e com ar-condicionado.

A viagem dura cerca de 6 horas e o ônibus não para em momento algum para você esticas as penas, ir ao banheiro ou comer alguma coisa, entretanto, durante a viagem o ônibus vai parando em diversos pontos no meio da estrada para pegar alguns viajantes e também para vendedores ambulantes que vendem água e chipas, o pão de queijo paraguaio.

Chegamos as 10:30 em Encarnación, a rodoviária é meio bagunçada e você demora um pouco para se localizar. Eu já sabia que haviam muitos hotéis e hostels ali pertinho, inclusive o nosso, então perguntamos a uma simpática lojista onde era o nosso hotel (infelizmente não encontramos hostels com vaga, pois fechamos a viagem de última hora), mas ficamos felizes em descobrir que era um dos melhores da cidade e que dava pra chegar nele na base da caminhada.

Conheça outras opções de hospedagem em Encarnación

O lado bizarro de Encarnación

Andamos aproximadamente 1km até o Hotel e fomos admirando o caminho nesse meio tempo. Não chega a ser uma cidade bonita, mas tem suas particularidades. Na rua do Hotel tem uma casa de Halloween com espantalhos no quintal, pinturas assombrosas de bruxos nas paredes, luzes verde e coelhos soltos pelo jardim, tudo muito bizarro, principalmente porque não era época de Halloween. Ficamos curiosos para ver como casa era durante a noite e lá voltamos. A iluminação da casa é esverdeada e cheiro de incenso é bem presente. Tomamos um susto quando um cachorro começou a latir e saímos correndo de volta para o Hotel, hehehe. Na recepção perguntamos sobre a tal casa de Halloween e a recepcionista disse que a casa existe a muitos anos e o morador é fanático pelo assunto e meio maluco, vai saber o que tem lá dentro né? Infelizmente, ou felizmente, não conseguimos tirar foto desta casa, mas tiramos de outra que ficava bem de frente ao nosso Hotel e é de uma das famílias mais poderosas de Encarnación.

encarnacion-mansao

Como chegar nas Ruínas Jesuíticas

Depois de fazer check-in saímos e fomos almoçar num restaurante a duas quadras do hotel chamado La Boheme, a comida era muito boa e o almoço para duas pessoas custou cerca de R$ 20,00.

Agora vamos ao ponto alto da viagem, partimos para as Ruínas Jesuíticas. Como era feriado não tinha ônibus para chegar até lá, então optamos por taxi e aqui fica a dica:

O preço praticado pelos taxistas é muito baixo, então vale muito a pena usar o Taxi para chegar nas Ruínas Jesuíticas, além de barato é mais rápido e confortável também.

Eles te levam primeiro em Jesus de Tavarengue, que fica a 40 km de Encarnación e no caminho de volta para cidade faz uma parada em Trinidad, outra ruína. Você tem aproximadamente 1 hora em cada lugar e depois disso, o taxi te deixa na cidade. Perguntamos para alguns taxistas na cidade e eles cobravam 400.000 guaranis para fazer o percurso, mas achamos um que cobrou 150.000 nos levou e nos trouxe em segurança, ou seja, não aceite a primeira proposta, pergunte o preço para outros taxistas e não tenha medo de negociar um preço melhor.

Procure pelos taxistas mais afastados, pelo que percebemos os mais “novos” fazem este trajeto a preço mais baixo porque não pegam tantas corridas como os outros. Nosso taxista mal sabia falar Espanhol direito (para quem não sabe a língua oficial do Paraguai é o Guarani) e era meio mal encarado. Só ficamos tranquilos quando a polícia paraguaia parou o carro na rodovia e todos os documentos estavam corretos.

Ruínas Jesuíticas de Jesus de Tavarengue

As Ruínas Jesuíticas de Jesus de Tavarengue são bem bonitas. Na entrada do complexo uma guia te explica um pouco sobre as ruínas, a história do povo Jesuíta e seus hábitos, depois você pode optar por seguir com uma visita guiada ou explorar tudo por sua conta. Essa foi a última construção iniciada pelos jesuítas, porém não chegou a ser terminada pois foram expulsos pelos Espanhóis antes de sua finalização, logo, ninguém chegou a morar aqui.

A igreja nunca teve teto, e por não ter sido habitada, não foi alvo de saques e destruição, por isso suas estruturas estão bem preservadas.

O que sobrou da igreja nas ruínas de Jesus de Tavarengue

O que sobrou da igreja nas ruínas de Jesus de Tavarengue

Uma das janelas da igreja

Uma das janelas da igreja


ruínas de encarnación

Um pouco mais das ruínas de Jesus de Tavarengue

Ruínas Jesuíticas de Trinidad

As Ruínas Jesuíticas de Trinidad nos impressionaram mais. Apesar de estar mais deteriorada que a de Jesus de Tavarengue, ainda existem as casas indígenas, duas igrejas, e até mesmo uma guarita muito bem conservada. Ali você volta no tempo e consegue imaginar como eram as coisas centenas de anos atrás, as pessoas andando com aqueles trajes antigos, as barracas de comércio, enfim, uma viagem no tempo.

A chuva que começou a cair impediu de explorarmos um pouco mais, mas de qualquer formas ficamos muito admirados com o que vimos.

Dica: tente visitar as ruínas também durante a noite, tudo fica iluminado e a experiência, apesar de diferente, é tão boa quanto a experiência de quem explora durante o dia

Um dos acessos nas ruínas de tinidad

Um dos acessos nas Ruínas de Trinidad

Seguro viagem geral 300x250
estátua de um jesuíta

Posando ao lado de uma estátua de um jesuíta

O resto do dia em Encarnación

Após o conhecer as Ruínas de Encarnación, o taxista nos trouxe de volta ao hotel como combinado, chegamos no fim da tarde, por volta das 17:00. A nossa ideia era pegar um outro taxi até Posadas e conhecer a cidade Argetina durante a noite, mas a chuva e o preço desanimou, atravessar de taxi custa cerca de R$ 40 então compensa muito mais ir de trem, porém, infelizmente ele só funciona até as 18:30.

Acabamos jantando em uma pizzaria na beira da praia chamada Portobello, aliás recomendo bastante, o jantar para duas pessoas saiu por menos de R$70. Fiquei bem impressionado com a estrutura da região, a orla da cidade é muito bem iluminada, com espaço para caminhada e ciclo-faixa, além de diversas opções de pizzarias, FastFood como McDonalds e BurgerKing e Barzinhos que no verão devem ser bem movimentados.

A orla de Encanación durante a noite.

A orla de Encanación durante a noite.

restaurante Portobello

Uma bela opção para quem deseja comer bem Encarnación, a pizza deles é demais

O retorno a Ciudad del Este

Voltamos para o Hotel e dormimos torcendo para o clima amanhecer melhor para poder ir até as Dunas na Cidade de San Cosme y Damian. Porém o dia amanheceu ainda mais chuvoso, e tivemos de deixar o passeio para outra oportunidade. Acabamos optando por tomar café da manhã e ir embora.

Veja também: Guia Completo de Ciudad del Este, Paraguai

Fomos até a rodoviária, porém, como era feriado as opções de ônibus de viagem eram baixíssimas, então pegando o primeiro que vimos já que o próximo sairia apenas 3 horas mais tarde. A viagem não foi das mais confortáveis pois o ônibus era bem velho, sem ar condicionado, porém cumpriu seu papel e após 6 horas chegamos em Ciudad del Este.

voltando das Ruínas de Encarnación

Digamos que não está entre os ônibus mais confortáveis que eu já andei.

Se recomendo a viagem? Muito, mas torça para estar calor. A cidade oferece muitos atrativos para o verão e apesar de chover o ano todo, as probabilidades são menores de Fevereiro a Maio,

E você, já foi pra Encarnación, ou conhece algum outro lugar deste inexplorado Paraguai?

Conta pra gente!

author-avatar

Sobre Guilherme Engel

Viajante, Publicitário e os mais próximos me chamam de louco. Não gosto de ficar parado na zona de conforto e por isso estou sempre buscando novos desafios e novas aventuras. Qual será meu próximo destino?

Voltar para lista

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.