O deserto do Atacama sem dúvida é um dos lugares mais incríveis do planeta. Tem um dos céus mais estrelados da Terra, possui cenários únicos que te fazem viajar para outros planetas, esportes radicais pra elevar sua adrenalina e muito mais.

Nesse artigo você encontrará todas as informações necessárias para planejar sua viagem para o deserto do Atacama de maneira segura e organizada. Como chegar, onde se hospedar, quais são os passeios disponíveis, quanto eles custam, melhor época para visitar, onde comer e principalmente, dicas de sobrevivência de quem já viveu essa experiência, no caso, eu 🙂

Links rápidos:
Como chegar
Hospedagem
Principais Atrações
Melhor época para visitar
Alimentação
Dicas de Sobrevivência

Como chegar no Deserto do Atacama no Chile

deserto do atacama - San Pedro do Atacama

San Pedro do Atacama é a cidade base para explorar o deserto.

Antes de mais nada você precisa saber que o lugar que você deve chegar é a cidade de San Pedro do Atacama, ela é a base para você explorar as belezas que o deserto do Atacama tem a oferecer.

Porém, não há aeroporto em San Pedro do Atacama, o aeroporto mais próximo é o Aeroporto de Calama, uma cidade que fica a aproximadamente 1 hora de San Pedro.

Não há vôos diretos para Calama, para chegar lá você terá de fazer escala na capital do Chile, Santiago e então seguir para Calama num vôo que dura mais ou menos 2 horas.

Chegando em Calama você deve escolher uma das várias companhias de transfers que fazem o trajeto Calama – San Pedro do Atacama. Não se preocupe em procurar a empresa mais barata, os preços são tabelados sendo 12.000 CLP (pesos chilenos) só ida ou 20.000 CLP ida e volta.

Hospedagem: Onde ficar em San Pedro do Atacama

San Pedro do Atacama é uma cidade bem pequena, e segundo a Wikipedia não chega ter nem 2.000 habitantes, por isso, dificilmente você vai escolher uma hospedagem mal localizada.

O segredo é se basear pela rua principal da cidade, a rua Caracoles. É nela que você encontrará farmácias, caixas eletrônicos, bares, restaurantes, lojinhas de souvenir e principalmente agências, muitas agências de turismo.

Eu fiquei uma noite no Hostel Mamatierra e seis noites no Hostel EcoExplor (isso aconteceu porque logo no segundo dia já parti para o Salar do Uyuni). Ambos os hostels tem um ótimo custo benefício e apesar de não estarem bem no centro, estão a menos de 5 minutos da Caracoles.

Deserto do Atacama - Hostel La Casa EcoExplor

O Hostel La Casa EcoExplor foi onde fiquei hospedado e valeu muito a pena.

Quer queria quer não, os hostels e hotéis que ficam na caracoles tendem a ser mais caros, mas você pode conferir por conta própria as opções da cidade e achar a que vale mais a pena pra você clicando no link abaixo.

Encontre aqui as melhores opções de hospedagem em San Pedro do Atacama

Principais opções de passeios no Deserto do Atacama

O Deserto do Atacama possui uma variedade imensa de lugares para serem explorados e admirados, e só de caminhar pela rua principal da cidade e visitar algumas agências você irá conhecer a grande maioria deles.

As mais famosas e mais procuradas pelos viajantes são: Valle de la Luna, Laguna Cejar, Lagunas Altiplânicas, Geisers del Tatio e o famoso Tour Astronômico. Mas além desses existem vários outros passeios igualmente incríveis pra se fazer como as Lagunas Escondidas, praticar Sandboard e ir até o topo dos Vulcões Lascar e Toco.

Deserto do Atacama - Geisers del Tatio

Geisers del Tatio, o nascer do sol mais gelado do Atacama.

Em breve vou escrever um artigo totalmente focado nos passeios, onde, além de muitas fotos, entrarei no detalhe de quanto custa cada um, quais sãos as dificuldades, dicas pra aproveitar o passeio melhor e muito mais, fiquem ligados.

O preço de cada um dos passeios varia entre 20.000 CLP e 45.000 CLP, mas negociar faz parte da cultura local, então você facilmente consegue melhorar esses valores negociando nas agências. Os únicos passeios que fogem um pouco desse preço são os vulcões, que podem custar cerca de 100.000 CLP.

Deserto do Atacama - Lagunas Altiplanicas

As Lagunas Altiplânicas são sem dúvidas um dos cenários mais bonitos do Atacama.

Essa faixa de preço é praticada pela grande maioria das agências de San Pedro do Atacama, mas existem agências que prometem um serviço diferenciado e cobram, algumas vezes, mais que o dobro das demais agências. Você acaba pagando por um conforto extra e uma alimentação um pouco melhor, mas no final das contas as paisagens são as mesmas.

Vale ressaltar que além do valor pago para as agências, muitos passeios ainda exigem um ingresso que varia de 3.000 CLP até 17.000 CLP dependendo do lugar visitado.

A melhor época para visitar o Deserto do Atacama

Antes de mais nada é importante saber que chover no deserto é um fenômeno muito raro de acontecer, mas a maior probabilidade disso acontecer é nos meses de Dezembro, Janeiro e Fevereiro. Mesmo assim a chuva costuma ser bem fraquinha e não deve atrapalhar seu passeio. Porém, se você pretende incluir o Salar do Uyuni da Bolívia no seu roteiro, essa época pode frustrar seus planos, já que essa época chove bastante por lá.

Os meses de Março, Abril e Maio são os de temperatura mais agradável. Durante o dia um calorzinho gostoso e a noite o friozinho é bem tranquilo também. Essa é também a época mais indicada para curtir o Salar do Uyuni espelhado.

Durante os meses de inverno, Junho, Julho e Agosto as temperaturas mudam um pouco. Durante o dia o clima ainda é agradável mas a noite a temperatura cai bastante.O problema mesmo são os passeios para locais de alta altitude como os Geisers del Tatio, nesses lugares a temperatura pode ultrapassar os -15ºC.

Em Setembro, Outubro e Novembro o clima é muito parecido com o de Março, Abril e Maio. A grande diferença mesmo fica para quem tem o Salar do Uyuni nos planos, que nesse caso não verá o famoso efeito espelhado.

Confira abaixo um gráfico da temperatura no decorrer do ano em San Pedro do Atacama.

Deserto do Atacama - Temperatura anual

Tabela com a tempera tura média do Atacama durante o ano.

Onde comer em San Pedro do Atacama

Prepare-se, comer em San Pedro do Atacama não é barato. Os restaurantes mais simples cobram em média 6.000 CLP por um menu completo (entrada + prato principal + sobremesa) o que da mais ou menos R$42 na cotação atual. Existem também restaurantes mais “finos” como o Adobe que cobram bem acima disso (tanto que nem tem o preço do lado de fora, é pra quem não pretende economizar mesmo rs).

Se você sair da rua principal pode encontrar opções um pouco mais econômicas, eu tentei um lugar que cobrava 3.500 CLP e sinceramente, não valeu muito a pena.

Deserto do Atacama - Onde comer

O delicioso ceviche que comi no restaurante Barros.

Minha recomendação é o restaurante Barros que tem o menu do dia no valor de 6.000 CLP e também opções mais caras, mas o legal desse restaurante é que os pratos são grandes e vem bastante comida, em alguns casos da até pra dividir. Sem contar que se sobrar você pode levar pra casa e comer depois.

Dicas de sobrevivência e saúde

O clima no Deserto do Atacama é bem diferente do que estamos acostumados aqui no Brasil. Primeiramente a diferença de temperatura entre a cidade de San Pedro e os passeios pelo deserto. Você está nos Geiser del Tatio encarando -7ºC e quando volta para a cidade a temperatura está na casa dos 28ºC.

Além disso a umidade do ar é baixíssima, quando estive lá a umidade do ar era de 9% (para ter uma ideia em São Paulo a umidade gira em torno dos 70%). Sem contar a altitude, que em San Pedo do Atacama é de 2.400 metros e em alguns passeios a altitude passa dos 4.000 metros.

Levando em consideração todos esses fatores e o impacto que eles tem no organismo de quem não está acostumado, alguns cuidados são importantes.

  • Esteja com a saúde em dia – consulte seu médico, faça os exames necessários e tome algumas vitaminas se achar necessário.
  • Use filtro solar (Pedro Bial que mandou rs) – Mesmo em temperaturas baixas o sol pode queimar sua pele, então proteja-se sempre que estiver em contato com ele.
  • Hidrate-se – Beba muita água o tempo todo e também hidrate a pele, a boca, os olhos e nariz. Leve colírio, soro para o nariz, protetor labial e etc.
  • Leve roupas de frio – Uma jaqueta a prova de vento é fundamental, segunda pele também ajuda muito a manter o corpo aquecido.
  • Não esqueça os acessórios para o frio – Leve luvas, toucas e cachecol para se proteger do frio.
  • Use calçados resistentes – Eles vão proteger o seu pé do terreno acidentado do Deserto do Atacama e tem menos chances de te deixarem na mão no meio do passeio como um tênis pode deixar.
  • Leve todo tipo de remédio – Antialérgico, antitérmico, analgésico, anti-inflamatório, descongestionante nasal, enfim, leve tudo que puder.
  • Use óculos escuros – além de ficar bonito na foto protege a vista.
  • Respeite os limites do seu corpo – na altitude todo esforço consome muita energia e é comum faltar o ar, por isso, vá com calma.

Com essas dicas você irá aproveitar muito melhor a sua viagem para um dos lugares mais inesquecíveis da Terra.

Pronto para explorar o Deserto do Atacama?

Espero que essas dicas tenham ajudado você a esclarecer algumas dúvidas sobre esse lugar incrível e tenham também te ajudado a planejar sua viagem.

Deserto do Atacama - Vulcão Lascar

Viajar para o Atacama é, além de admirar paisagens lindas, também superar seus limites.

Um grande abraço, boa viagem e já sabe, se tiver alguma dúvida é só perguntar!

Se esse artigo te ajudou de alguma forma, você pode retribuir utilizando nossos links de serviços de viagem, você não paga nada a mais por isso e ainda nos ajuda a continuar trazendo dicas e informações para você 🙂

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *