A Grécia é um dos destinos mais procurados do mundo, entretanto, a grande maioria dos viajantes visita basicamente a capital Atenas e as famosas ilhas gregas deixando de lado lugares fantásticos como a região de Meteora.

Meteora fica a aproximadamente 5 horas de trem partindo de Atenas, talvez por isso, muitos viajantes acabam desistindo de conhecer esse lugar incrível, que aliás é Patrimônio Mundial da Unesco. De qualquer forma, comigo foi diferente.

Adoro conhecer lugares que fogem dos roteiros comuns, por isso, quando comecei a pesquisar e ver as fotos de Meteora estava certo que esse lugar não poderia passar desapercebido durante minha viagem a Grécia, então tratei de encaixar Meteora no meu planejamento.

De Atenas para Meteora de trem

A estação de Kalmbaka

A estação de Kalmbaka

Como Meteora não é um destino muito comum, é interessante deixar tudo pronto para que imprevistos não atrapalhem a viagem e uma boa forma de fazer isso é comprando as passagens de trem pela internet através do site Trainose. Todos os dias saem de Atenas 6 trens com destino a Kalambaka, uma cidade bem pequena com cerca de 11.000 habitantes que vive do turismo e serve como base para conhecer os mosteiros de Meteora. O preço do ticket saindo de Atenas com destino a Kalambaka é muito baixo, com €25 você vai e volta. Minha opção foi passar a noite em Atenas e pegar o trem que chegaria lá às 13:30, assim daria tempo de conhecer os mosteiros durante a tarde toda e ficar lá para o pôr-do-sol e foi exatamente isso que eu fiz.

Compre o seu ticket de trem no site oficial da Trainose

DICA: Para fazer a busca, no topo do site coloque “Athens” e “Kalambaka”. Apesar da estação que você vai pegar o trem em Atenas se chamar Larissa, a opção “Larissa” que aparece no site se refere a uma outra cidade da Grécia que leva esse nome.

A cidade de Kalambaka

A cidade de Kalambaka aos pés de Meteora.

A cidade de Kalambaka aos pés de Meteora.

Não há muito o que se fazer em Kalambaka, como eu disse, a cidade serve apenas como base para quem deseja visitar Meteora. No centro você encontra alguns hotéis, pousadas, restaurantes e de noite é até um pouquinho badalado, para quem tiver tempo sobrando na cidade, passar a noite por ali pode ser bem agradável. Infelizmente eu não tinha tanto tempo assim, assim que desembarquei na estação Kalambaka tentei chegar o mais rápido possível no apartamento que eu havia reservado pela internet, o Sofia Rooms, que aliás eu super recomendo. Além de quartos limpos e confortáveis, a senhora que me recebeu se virava bem no inglês e foi super atenciosa, chamou um taxi para me levar aos mosteiros e me deu uma dica valiosa sobre uma trilha pelas montanhas que liga Meteora a cidade de Kalambaka.

Conheça outras opções de hospedagem em Kalambaka

Explorando Meteora e seus mosteiros

Há 3 maneiras de conhecer o complexo de mosteiros de Meteora. Você pode pedir um taxi, fechar um passeio turístico de van ou seguir por uma trilha que conecta as cidade de Kalambaka com os mosteiros. Como queria chegar o mais rápido possível na região dos mosteiros optei pelo taxi (que cobrou €8 pela viagem).

Mapa com todos os pontos importantes da região de Meteora

Mapa de Meteora com todos os pontos importantes da região.

Antes de qualquer coisa você precisa ficar atento ao calendários dos mosteiros, cada um funciona em um horário diferente e uma vez por semana eles estão fechados para turistas. Confira abaixo o horário de funcionamento dos mosteiros e planeje sua visita:

  • Great Meteoron: 9h às 17h, fechado as terças-feiras
  • Varlaam: 9h às 16h, fechado as sextas-feiras
  • Holy Trinity: 9h às 17h, fechado as quintas-feiras
  • St. Nicholas Anapausas: 9h às 15:30, fechado as sextas-feiras
  • Rousanou: 9h às 14h, fechado as quartas-feiras
  • St. Stephen: 9:30 às 13:30 e 15:30 às 17:30, fechado as segundas-feiras

Agora que você já sabe o horário de funcionamento dos mosteiros, vamos seguir adiante.

No caminho até a estrada principal passamos por dois mosteiros, o St. Nicholas Anapausas e o Rousanou. Paramos apenas no segundo para algumas fotos e o taxista me contou que este tem o apelido de “Dedo de Deus” por causa do formato da pedra em que mosteiro foi construído (pelo menos foi o que eu entendi), então seguimos para o Great Meteoron, o maior, mais velho e mais importante dos mosteiros (que estava fechado, pois é, não olhei o calendário antes). Lá eu optei por dispensar o taxista para poder explorar a região por minha conta.

Mosteiro Rousanou

Mosteiro Rousanou

Depois de caminhar pelas escadarias externas e bater algumas fotos, fiquei um tempo observando a beleza do maior mosteiro da região (e segundo maior e mais importante do mundo), pensando como que conseguiram erguer aquela construção enorme em um lugar tão complicado e em uma época tão distante (século 14). Bem, depois de um momento de admiração e reflexão coloquei o pé na estrada e fui conhecer os outros mosteiros.

Mosteiro Great Meteoron

Mosteiro Great Meteoron

A distância pela estrada principal entre o mosteiro Great Meteoron e o mosteiro St. Stephen é de 4,1 Km e quase não há carros nas estradas, por isso, andar por ali é algo bem tranquilo não há muitas subidas e as paisagens são tão lindas que você nem vai perceber o quanto andou. Além do que, em toda extensão da estrada há uma proteção entre a pista e as montanhas que serve perfeitamente como um banco se o cansaço bater.

Estrada que interliga os mosteiros

Estrada que interliga os mosteiros

Logo segui para o mosteiro de Varlaam, o segundo maior e que para a minha alegria estava aberto. O valor para entrar em qualquer um dos mosteiros é de €3 e uma vez lá dentro você pode caminhar livremente pelas dependências do mosteiro e conhecer o tudo que tem lá dentro. Inclusive o “elevador” que eles usavam antigamente para trazer mantimentos e também para entrar e sair dos mosteiros, que nada mais é do que uma rede içada por cordas em um sistema de roldanas e que infelizmente matou vários monges ao longo dos séculos. Mas fique tranquilo, atualmente o acesso ao mosteiro Varlaam é bem mais seguro, feito por escadas largas e com corrimão.

Mosteiro Varlaam

Mosteiro Varlaam

Entrada do Mosteiro Varlaam

Ponte de acesso ao Mosteiro Varlaam


Capela do Mosteiro Varlaam

Capela do Mosteiro Varlaam

Entrada do Mosteiro Varlaam

Dependências do Mosteiro Varlaam

Depois de conhecer o mosteiro de Varlaam aproveitei para fazer um lanchinho em um “food truck” que fica por ali vendendo sanduíches e salgados e segui meu caminho. Como já era quase 17 horas e eu não iria encontrar mais nenhum mosteiro aberto, decidi caminhar tranquilamente, pensar na vida e admirar as lindas paisagens de Meteora, subindo em cada mirante que aparecia na estrada até chegar ao mosteiro Holy Trinity.

Mosteiro St. Nicholas Anapausas - vista do mirante

Mosteiro St. Nicholas Anapausas – vista do mirante

Nesse mosteiro há duas coisas interessantes. A primeira delas é que há duas formas de acessá-lo, ou por escadas como todos os outros ou por uma evolução do método antigo que nesse caso é uma cabine que é deslocada até o mosteiro com a ajuda de um motor e cabos de aço. A segunda coisa importante é que a trilha que leva até a cidade de Kalambaka começa aqui. Infelizmente já era tarde e o mosteiro estava fechado impedindo assim que eu experimentasse o tal “elevador”. Seguindo no caminho você chega ao mosteiro de St. Stephen, mas como o dia já estava acabando e eu queria muito ver o pôr-do-sol, decidi voltar ao mirante e lá esperar até que o dia acabasse.

visão de dentro do cable car para o mosteiro Holy Trinity

Vista de dentro do cable car para o mosteiro Holy Trinity

O Pôr do Sol em Meteora

Existem dois mirantes no caminho, ambos tem espaço para estacionar o carro e é normal ver uma galera tocando violando e bebendo enquanto esperam o pôr do sol. Eu optei por ficar no mirante menor, a vista ali me pareceu muito mais incrível do que no outro, encostei em uma pedra, usei minha mochila de travesseiro e só esperei que a natureza desse seu show, da uma olhada nessa foto…

O magnífico pôr do sol de Meteora

O magnífico pôr do sol de Meteora

Nesse momento milhões de coisas passam na sua cabeça, principalmente se você está viajando sozinho. Como o mundo é belo e como poucas pessoas tem oportunidade de conhecer lugares deslumbrantes, enfim um lugar único e que mexe com os sentimentos de qualquer um.

Conheça também o pôr-do-sol no Saara em: “Como viajar para o Deserto do Saara – O Guia Completo”

Encarando a trilha de volta a Kalambaka

Depois de contemplar um dos mais belos pôr-do-sol da minha vida, era hora de voltar a cidade e como eu tinha dispensado o taxista o jeito foi encarar a trilha pelo meios das montanhas até a cidade de Kalambaka. Como eu disse anteriormente, a trilha está próxima ao mosteiro Holy Trinity e é alcançada pelo mesmo acesso que leva até as escadarias do mosteiro, porém, após te levar até o mosteiro, o caminho que é asfaltado e bem cuidado da lugar a um caminho de terra e pedras em meio a vegetação alta. Uma trilha que deve ser bem normal e tranquila durante o dia, mas que durante a noite para alguém que contava apenas com o flash do celular (q estava com 10% de bateria e não durou até o fim da trilha) e com a luz da lua, fazer essa trilha foi uma aventura e tanto. Essa descida, um tanto quanto apressada, deve ter durado cerca de 45 minutos, mas não precisa ser feita necessariamente dessa forma, com uma lanterna da pra descer tranquilamente, a trilha é muito bem marcada e é muito difícil se perder no caminho.

Como eu quase não tinha bateria e estava escurecendo essa foi a única foto que eu consegui tirar na trilha, a qualidade está péssima mas da pra ter uma ideia de como ela é. Note que apesar da vegetação alta, o trilha é muito fácil de ser percebida.

Trilha que começa no mosteiro Holy Trinity para Kalambaka

Trilha que começa no mosteiro Holy Trinity para Kalambaka

Por isso que um seguro viagem sempre é uma boa ideia. Cote agora mesmo o seu com a nossa parceira Real Seguro Viagem e garanta os melhores preços.

Seguro viagem geral 300x250

Avistando os primeiros sinais de civilização fui me localizando e logo cheguei na rua principal da cidade, a Trikalon. Os comércios já estavam fechados, aberto mesmo apenas alguns bares, restaurantes e postos de gasolina. Continuei meu caminho até o Sofia Rooms, onde eu estava hospedado, tomei um bom banho e fui dormir, afinal as 5:30 meu trem partia com destino a Atenas.

Enfim, conheci Meteora

Meteora estava entre os lugares que eu mais tinha vontade de conhecer no mundo e depois de contemplar as belezas daquele lugar posso dizer que atendeu perfeitamente minhas expectativas. A natureza exuberante, a paz dos mosteiros, a criatividade dos monges para erguer aquelas pelas construções e um belíssimo pôr do sol. Meteora merece ser visitada por todo os viajantes que prezam por um lugar especial, longe da loucura das grandes capitais turísticas.

Sem dúvida Meteora é um dos lugares mais incríveis do mundo.

Sem dúvida Meteora é um dos lugares mais incríveis do mundo.

Aprendendo com os erros

  • Eu acabei não visitando o Great Meteoron por dentro, então fique de olho na programação nos mosteiros, cada um tem uma dia que fica fechado e o horário de funcionamento é diferente entre eles.
  • Cheguei no início das tarde e consegui visitar apenas o mosteiro Varlaam, por isso, tente pegar o trem noturno que sai de Atenas e chegue em Kalambaka as 5:30 da manhã, assim você terá tempo de sobra para descansar, se organizar e visitar todos os mosteiros abertos.
  • Como tinha de acordar muito cedo para voltar para Atenas, acabei não aproveitando a paisagem noturna de Meteora, por isso, se tiver tempo, peça para um taxi levar você até o mirante de Meteora para ver o belíssimo céu estrelado que cobre Meteora durante a noite.

 

E aí, gostou? Está esperando o que para incluir Meteora na sua lista de próximos destinos?? Tenho certeza que você irá adorar !! E no que precisar, o naPlaca está aqui para te ajudar.. é só perguntar !!!

Posts relacionados

13 comentários em “Como chegar em Meteora, a cidade grega desconhecida por turistas

  1. Denise Delmanto Prado disse:

    Parabéns por suas belas explicações. Vou em junho, mas peguei um tour( bem carinho) pq vamos visitar outros lugares em 3 dias. Obrigada por ser tão claro em suas explanações. vai ajudar muita gente.

  2. Diego Henrique Engel disse:

    Olá Denise, que bom que pude te ajudar de alguma forma. Se tiver alguma dúvida fique à vontade para entrar em contato conosco por aqui mesmo, pelo formulário de contato ou pelo Facebook.
    Uma ótima viagem pra você e conta pra gente depois como foi sua viagem 🙂
    Um abraço !!

  3. Aldo Martins Garcez disse:

    Olá Diego. Estou Em Atenas, com tempo de sobra pra ir até Meteora, e suas dicas foram muito bem vindas. Qual seria um planejamento ideal pra quem vai sem pressa de voltar? Grande abraço.

  4. Diego Henrique Engel disse:

    Fala ae Aldo, tudo tranquilo? Eu acredito que 2 ou 3 dias são mais do q o suficiente em Meteora. Não há tanta coisa assim pra se fazer em Meteora, a atração é basicamente o complexo de monastérios, porém, sei que há grupos de trekking que exploram outros lugares bem bonitos da região. Uma ideia bacana também é incluir Delphi no roteiro, fica no meio do caminho entre Meteora e Atenas.
    E quando for fazer a reserva do hotel, use o banner do booking aqui do site, você não paga nada mais por isso e ainda ajuda o blog.
    Precisando de alguma coisa, é só falar.
    Um abraço e conta pra gente depois como foi sua trip !!! 🙂

  5. Aldo Martins Garcez disse:

    Obrigadão pela resposta. Vou seguir duas dicas. Grande abraço. 🙂

  6. Aldo Martins Garcez disse:

    Oi de novo. Só me confirma uma coisa, por favor e se possível. Pela tabela de horários que você postou, entendi que todos os mosteiros estão abertos no sábado e domingo. É isso? 🙂

  7. Diego Henrique Engel disse:

    Isso mesmo Aldo, eles fecham um dia só por semana, os outros 6 eles ficam abertos.
    Se precisar de mais alguma ajuda é só falar… abraço

  8. Juliana Martins disse:

    Olá Diego, gostei mt das suas explicações, vou pra lá no final de maio e fiquei apenas com algumas dúvidas.
    Sou mulher e sou sozinha pra Grécia, o trem que vc usou para ir pra lá é seguro? pergunto pois to pensando em pegar o trem que sai as 23hrs e chegar lá de manhã cedinho.
    Outra dúvida, tenho lido que o pessoal fica pelo menos 2 dias em Meteora, mas pelo q entendi vc ficou apenas um dia, conseguiu conhecer bem em um dia só? to querendo passar um dia só. Mas oq vc faria com um segundo dia la?

  9. Diego Henrique Engel disse:

    Olá Ju, tudo bem? Que bom que gostou do post 🙂
    Mas respondendo suas perguntas… Não vejo problema em uma mulher ir sozinha de trem para Meteora, só fique atenta a seus pertences e atenção quando estiver indo para a estação.
    Quanto a ficar dois dias, você pode usar o primeiro dia para explorar a cidade pela manhã, almoçar e subir para os monastérios na parte da tarde, durante a noite você pode curtir algum barzinho da cidade, no segundo dia você pode fazer a mesma coisa ou fazer um trekking guiado pelas montanhas.
    Se tiver a oportunidade de ir a noite para a área dos monastérios vá, muitas pessoas dizem q uma noite estrela vista lá de cima é incrível. Infelizmente eu não tive a chance de ver. 🙁
    Espero ter ajudado, se precisar de mais alguma informação é só perguntar 😉

  10. Juliana Martins disse:

    OI Diego, obg por responder tão rápido.
    Mais uma dúvida, como foi pra se comunicar por lá?
    Dá pra se virar bem num inglês básico?
    e pra ler aquelas placas todas? tem placas em inglês tb nos pontos turísticos?

  11. Diego Henrique Engel disse:

    Olá Ju, estamos aqui pra isso 🙂
    Respondendo sua pergunta, nem todo mundo fala inglês por lá. A dona da pousada que eu fiquei falava muito bem, já o taxista que me levou para os mosteiros não falava nada, foi meio difícil fazer ele entender que ele podia ir embora e que eu ia ficar sozinho andando por lá, mas, no final tudo deu certo.
    Sobre as placas, bem, eu não me recordo muito delas, mas nos locais turísticos sempre tem informação em inglês.

  12. Juliana Martins disse:

    Valeu Diego!! 😁
    Um abraço!

  13. Diego Engel disse:

    Imagina Juliana, estamos aqui pra isso 🙂
    Ahhh se puder usar nossos links para reservar hotel, carro, seguro viagem etc vou ficar muuuuuuuito agradecido 🙂
    Um abraço!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *