Depois de realizar o sonho de conhecer os principais destinos europeus fazendo um mochilão, fiquei com medo de não curtir tanto uma viagem para os Estados Unidos, medo totalmente superado por uma das viagens mais legais da minha vida. Junto com meu irmão e um grande amigo começamos nossa viagem em Miami, São Francisco era nosso segundo destino e o início da nossa viagem pela Califórnia.

Nossa escolha foi ficar sem carro em São Francisco, porque estacionar o carro sairia mais caro que a diária do aluguel e no auge na nossa juventude, andar a pé ou de bike não seria o problema rsrs.
Ficamos em um hostel excelente chamado USA Hostels, localizado próximo a Union Square e a uma das linhas de bonde da cidade, localização excelente e hostel super recomendado.

Chegamos no final da tarde, exploramos um pouco a região e voltamos ao hostel pra curtir a noite por lá, a rede USA Hostels é bem legal, sempre tem alguma coisa pra fazer durante a noite, nós ficamos bebendo e jogando bilhar com outros viajantes, a ideia era justamente não exagerar muito na noitada para acordar cedo e não perder o passeio para a prisão Alcatraz.

Dia 1

Alcatraz / Pier 39 / Bubba Gump Shrimp / Coit Tower

No dia seguinte acordamos bem cedo e pegamos um taxi para não correr o risco de perdemos nosso barco, a prisão fica numa ilha então a única forma de chegar até lá é de barco. A viagem dura cerca de 30 minutos e chegando lá você tem liberdade pra explorar a famosa prisão por conta própria, no seu tempo. A cadeia foi a prisão de bandidos famosos como Al Capone, Birdman e Frank Morris, era praticamente impossível fugir da prisão, uma vez que atravessar o mar a nado era sentença de morte garantida.

[portfolio_slideshow navpos=disabled include=”1080,1081,1075,1072″]

Na hora do almoço já estávamos de volta ao continente, de lá exploramos um pouco os piers da região e sem dúvida o Pier 39 é o mais interessante deles. Com várias lojas, restaurantes, artistas de rua além da vista para o mar, esse pedacinho de São Francisco é encantador. Próximo do pier fica o famoso Fisherman’s Wharf, um local onde muitos leões marinhos se aglomeram para tomar sol. Infelizmente, quando fomos havia pouquíssimos leões por ali.

[portfolio_slideshow navpos=disabled include=”1079,1074,1073,1078,1082,1087″]

Após conhecer o Pier 39 e almoçar no famoso, delicioso e caro restaurante Bubba Gump Shrimp fomos caminhar mais um pouco pela cidade, dessa vez com destino a Coit Tower. São Francisco é uma cidade que foi construída em cima de montanhas, então o sobe e desce é constante, por isso a caminhada até a Coit Tower foi bem desafiadora, porém, uma vez lá em cima a vista vale a pena, é possível ter um excelente panorama da cidade. Depois de um dia agitado, voltamos para o hostel.

[portfolio_slideshow navpos=disabled include=”1092,1090,1091″]

Dia 2

Union Square / China Town / passeio de bike pela cidade / Palace of Fine Arts / Golden Gate

No dia seguinte tomamos café e fomos até a Union Square, visitamos algumas das lojas que ficam nos arredores (tem uma Cheeasecake Factory no terraço da Macys, vale a visita) e partimos para conhecer o famoso bairro de Chinatown. Como era de se esperar a cultura oriental predomina na região, são diversos restaurantes e lojas onde é possível esquecer os Estados Unidos e viajar para o outro lado do mundo. Atravessando todo o bairro oriental chegamos a loja onde alugamos nossas bicicletas para passar o resto do dia pedalando. Sem pressa, conhecemos vários bairros da cidade como o famoso bairro das casas em estilo vitoriano.

[portfolio_slideshow navpos=disabled include=”1096,1097,1098,1099,1100,1101,1095″]

Pedalar por São Francisco pode exigir um pouco de condicionamento, mas o passeio vale muito a pena. enquanto conhecíamos o bairro das casas em estilo vitoriano encontramos sem querer o (Museu de ciência, arte e percepção humana de São Francisco, o Exploratorium que agora se encontra no Pier 15) Palace of Fine ArtsConfesso que este foi um dos lugares que eu mais gostei na cidade, talvez por não saber de sua existência e ser surpreendido pela sua beleza e tamanho. Esse lugar é realmente fantástico, para aqueles que gostam de video-game, o lugar lembra um cenário qualquer do game Uncharted, para quem prefere series de TV, Sense 8 teve cenas gravadas por ali.

[portfolio_slideshow navpos=disabled include=”1117, 1118, 1119, 1120″]

Sem tempo para visitar o museu por dentro, optamos por seguir nosso caminho rumo a Golden Gate Bridge, pelo caminho encontramos informações e maquetes explicando como a ponte é resistente a terremotos e contando um pouco de sua história. Percorremos a ponte curtindo cada pedacinho dessa maravilha da engenharia. São 2737 metros de extensão com ciclovias e calçadas largas para que todos possam usufruir do passeio. Do outro lado da ponte, há uma antiga base militar aberta para visitação (abandonada) com um mirante que permite um outro ângulo da ponte mais famosa do mundo. Infelizmente (ou não) o tempo nos dias que ficamos na cidade não estavam dos melhores na região da ponte, então não conseguimos aquelas fotos lindas de céu azul que vemos aos montes na internet, porém vimos uma Golden Gate sombria, de forma que a ponte sumia na névoa.

[portfolio_slideshow navpos=disabled include=”1123,1124,1125,1126,1127,1128″]

Dia 3

Cheesecake factory / Lombard Street / Golden Gate (de carro) / Sausalito

No dia seguinte (último dia em São Francisco) acordamos e fomos almoçar na Cheesecake Factory que fica no terraço da Macy’s e em seguida retirar o carro que alugamos para nossa trip pela Route 1 da Califórnia. Ainda faltavam dois lugares para conhecermos, a Lombard Street e a cidadezinha de Sausalito, então aproveitamos o carro e fomos primeiro até a Lombard Street, a rua mais sinuosa do mundo. Estacionamos e carro e conhecemos ela a pé e depois pegamos o carro e descemos por ela, vale a pena fazer o passeio a pé e curtir a ruas em seus detalhes, do topo da rua é possível ver uma pela paisagem da cidade. Em seguida fomos até Sausalito, que fica do outro lado da Golden Gate. A cidade é bem tranquila e é o recanto de sossego de alguns artistas americanos, então já da pra imaginar o nível das casinhas que tem por lá, uma pena não termos tempo pra parar o carro e dar uma volta a pé.

[portfolio_slideshow navpos=disabled include=”1130,1131″]

Na volta para o Hostel, paramos o carro em uma vaga onde era permitido parar sem pagar até as 7hrs da manhã, horário que pretendíamos estar na Route 1 rumo a Los Angeles, porém, acabamos fazendo novos amigos na última noite no Hostel e ficamos lá bebendo e conversando até as tantas da madrugada.

Resultado, acordamos atrasados e encontramos um presentinho do vidro do carro.

multa em São Francisco

Multa por estacionar em local proibido – $65

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *